quarta-feira, 17 de setembro de 2014







NERVOS ESFRANGALHADOS



E o que fazer àquelas manhãs diárias de dias de escola, caóticas, que nos continuam a esfrangalhar os nervos todos? A pô-los em farrapinhos, mesmo...?
O que fazer às gruas imaginárias e automáticas, movidas a telepatia em que pensamos, quando não os conseguimos levantar da cama? E mexerem-se? E comerem com calma um bom pequeno-almoço, como todos os livros e (quase) todas as mães dizem? E perceberem que 5 minutos de atraso no trânsito da manhã, sim 5 míseros minutos, fazem toda a diferença? E o gesticular repetido da mãe no carro, no trânsito, na pressa, fazendo-a correr o risco de parecer tudo, menos boa da cabeça?
POIS...
Deve ser aquele velhinho problema da adaptação lenta a ritmos novos, da preguicite adolescente (e pré adolescente), do calma mãe, sem stress! Sim, é isso, seguramente, TUDO VAI ENTRAR NOS EIXOS, a gritaria da mãe incluída!!!! Pois... ok!!!




Esfrangalhar, v. tr. pôr em frangalhos; esfarrapar, rasgar.

in, DICIONÁRIO DA LÍNGUA PORTUGUESA, 5ª edição, PORTO EDITORA




PARIS ( Post escrito na última noite em Paris) Estamos a deixar Paris. Esta é a nossa última noite nesta cidade maravilhosa. Já cá t...