domingo, 4 de janeiro de 2015




PURO DELEITE....


De volta à normalidade imperiosa, até sinto algum alívio, a sério. A rotina dos dias faz-me bem e ajuda-me a voltar ao ritmo, ao metabolismo de sempre, à azáfama conhecida e aceite como minha, às horas que passam e à agitação que me faz sentir viva.
Não parei muito para pensar em determinações sérias para 2015, objetivos de vida, metas e prazos para cumprir isto, ou aquilo. Não tenho muita paciência para isso, acho mais que o futuro chega todos os dias um pedaço, como uma dádiva repetida que nos deve fazer responsáveis, mas sei que de cada vez que sorria entre amigos e queridos, de cada vez que olhava para cada um dos meus filhos, de cada vez que inspirava o mar e sentia o brilho maravilhoso deste sol do sul, tudo se resumia a uma infinita gratidão por todos eles e por mim. 
E aí, cabe o 2015 todinho!

Sei que a semana se avizinha dura, com ritmos imperiosos e cruéis que se querem fazer cumprir, mas também sei que estes dias de deleite de tudo e de nada, funcionam em mim assim como um energizante bem potente que me faz aguentar... até entrar no ritmo outra vez.

E para já, fica isto...