segunda-feira, 5 de janeiro de 2015





CACOS

E pronto, sobrevive-se, a sério; o primeiro dia depois desta pausa, aparece impiedoso (porque não falha), mas maravilhoso também por isso, por  surgir como uma dádiva para quem está vivo, para quem tem uma rotina que lhe preenche os dias, para quem acha, como eu, que a normalidade é tão boa e dá-nos uns ares tão bons de felicidade, daquela assim diária, corriqueira e tão banal.
Sim, adoro parar, estar de férias, sair da rotina. Sim, isso funcionará sempre como um oxigénio maravilhoso, que me faz bem e me insufla a alma  de tudo e de nada, como referi, mas tenho que dizer que este regresso aos dias de todos os dias, também tem em mim um efeito terapêutico... faz-me sentir-me assim a modos que normal... mesmo que nesse dia amanheça em cacos, às 7 da manhã... Pois, valem-me os cafezinhos, que esses, não falham... por enquanto!
E depois, a sério, os caquinhos vão-se juntando, não custa...





P.S. Ainda posso desejar um bom ano?

  LEITE DERRAMADO Já estou submersa, naquela fase do meu trabalho em que só vejo papéis à minha volta e em que sinto que tenho ...