sexta-feira, 8 de maio de 2015

 
 
 
 
 BEIJO DE POESIA
 
 
- Oh mãe, já viste? Que lindo! - E leu-me o exerto do poema, deliciada...
-Sim, ele escreve maravilhosamente - respondi - também gosto muito.
E continuou, extasiada.
E ao vê-la ali assim, por momentos, pegada ao livro, mergulhada lá dentro, achei que experimentava, por minutos aquele prazer indescritível que a leitura nos traz, aquele mergulho mais ou menos profundo em palavras que nos levam para lá de nós.
Mas sobretudo, o que senti é que sim, filha, és parecida comigo na eloquência do que se sente e no sentido que dás às coisas.
Não te arrependas nunca desse traço de feitio e olha que, ser tocada pela poesia, ainda que por minutos, pode ser maravilhoso, acredita!
 
Um beijo, princesa...
 
 


PARIS ( Post escrito na última noite em Paris) Estamos a deixar Paris. Esta é a nossa última noite nesta cidade maravilhosa. Já cá t...