terça-feira, 14 de fevereiro de 2017





QUERES NAMORAR COMIGO?


Fogo, sou mesmo foleira. Com esta idade e ainda a ligar a estas coisas de Dia de São Valentim e tal... Paciência. Corro o risco. 
Na realidade, não ligo muito e sabes que te (nos) faço dedicatórias quando me apetece, sem datas de calendário. De impulso. Para mim, estas marcações de calendário servem para aquilo que nos apetecer, mais nada. A sério. Mas pronto, achei piada a este cartoon. E apeteceu-me.
O que pode haver de romântico nas idas ao supermercado de todos os dias? Nada... 
Nas logísticas de horário? No stress? Nos problemas? No desgaste? No cansaço? No feitio insuportável de um e de outro, às vezes? Na saturação? 
Nada, absolutamente nada...
Mas e se for tudo isso que testa? Que põe à prova? Que arrisca o passar do tempo? Que experimenta o desgaste para ver se resiste? Se mescla com outras, tantas, tantas, tantas, coisas boas e no fim resulta numa coisa super fixe?
E se no fim se vir que sim? Que afinal se passa no teste, se passa na prova, se ganha o risco? Se resiste? Se continua a encantar? Se continua a ter um brilhozinho nos olhos? Um friozinho na barriga? Se se ocupa um espaço só dos dois tantas vezes? Sem filhos? Sem mais nada? E se vê que isso é tão bom e tão importante? Com tranquilidade e segurança ali metidas, dadas pelos anos passados, pelo projeto, pelo futuro e assumidas assim como que pilares de felicidade também? E isto mesmo com cabelo a menos, peso a mais, feitio mais rebuscado...
Pois é, não é fácil isto, mas pode ser maravilhoso. Aliás, é maravilhoso, acho...
Queres  namorar comigo?
Luv U!!



BOLHA (Arejada de conforto emocional...) E quando o dia foi hiper cansativo e sentimos que isso, mais o calor insuportável ...