quinta-feira, 19 de maio de 2016




DOÇURAS

E quando uma velhinha deliciosa de 97 anos nos entrega uma coisinha destas e nos diz que gosta muito de nós e que somos muito assim e muito assado? E quando o postal tem lá dentro uma pequena mensagem, escrita à mão, com uma caligrafia antiga e bem desenhada? De livro, mesmo...?
Pois... Cá por mim, fiquei-lhe rendida! Pelo encanto que tem, pela delicadeza, pela humildade e, sobretudo, pela cortesia de ainda se deter a pensar nos outros, mesmo com a idade que tem!
É que são 97 anos
BOLAS...


O postal tem andado no meu pensamento e na minha mala e hoje presto-lhe, finalmente, a devida homenagem!

  LEITE DERRAMADO Já estou submersa, naquela fase do meu trabalho em que só vejo papéis à minha volta e em que sinto que tenho ...