terça-feira, 28 de abril de 2015



BRAVE, A INDOMÁVEL...

Há dias em que chocamos de frente, porque somos as duas explosivas e muito parecidas. Partimos a loica, barafustamos, batemos com a porta, gritamos também com as mãos e pés e braços e gestos, como se estes ajudassem a voz a sair... E ajudam sim senhora... Servem de amparo a todo um cenário de drama que as pessoas assim, com a emoção à flor da pele, acabam por fazer... Depois tudo passa, como um vento teimoso que vai para longe e a calma volta, não retirando nada do que se disse, mas dando-lhe outro enquadramento!

Pois é... Somos muito parecidas é o que é e a genética explica isso, com fundamento científico indiscutível, não na cor do cabelo, ou no dedinho do pé, mas nesse feitiozinho que tens e que te torna assim.
Eu, como tenho mais 27 anos que tu e porque já tive os 14 que tu agora tens, vejo isto limpinho, limpinho e sei que esta faceta explosiva, em vez de te tirar o brilho, torna-te ainda mais especial... Mas isto, aprendi eu com estes anos que tenho a mais que tu, porque a ti, ainda te falta crescer...

Não te disse já que me fazes lembrar a Mérida, do BRAVE, a INDOMÁVEL?
Pois...