segunda-feira, 14 de maio de 2018







A ARTE EM NÓS?



O último álbum da Carolina Deslandes é assim uma coisa linda de morrer. Chama-se CASA e realmente, parece que estamos dentro da casa dela. É intimista, calminho, melódico até mais não, com verdadeiros poemas cantados, com aquelas letras dos poemas que nos trazem a todos, tantos pontos comuns, como se estivéssemos lá descritos um pedacinho em cada linha. Aliás, as letras dela são todas giras e a voz e o tom e as melodias. 
Adoro as 15 canções, mas a BENJAMIM, NUVEM e MARIA DO VENTO, são as minhas preferidas.
O melhor é mesmo ouvir-se. E fazerem com eu fiz hoje. Pu-la a correr no Spotify, enquanto lá adiantei algumas coisas das pendentes chatas que tenho sempre para fazer no computador. Ou teria servido também enquanto me estendesse no sofá, por minutos, a anestesiar-me do dia. Suaviza. A sério. Ao som da voz dela, que é assim, um pingo de mel. 
Fica a dica...



P.s E sim, a arte em nós pode ter um efeito tão bom!