sexta-feira, 16 de março de 2018




CAMINHO DOURADO

É engraçado como vamos sentindo, por estes dias, a vida a correr e a desenrolar-se em fases que achávamos sempre que estavam tão longe e que agora, de repente, estão mesmo aqui. E assim, damos por nós no meio de situações que estão a acontecer aqui e agora, com uma inevitabilidade que nos torna impotentes para as rebater. E é assim mesmo, a vida. 
Agarro-me ao sentido prático que me caracteriza um pedacinho e ponho-o a mexer, a mexer fortemente, para me ir amparando o caminho e tornando-o tão inevitável, como normal.
E assim, mesmo que ao mesmo tempo a vida siga, teimosa, com todos os seus outros assuntos e coisas que não param de acontecer, acho que o nosso cérebro se vai habituando às novidades dessa vida e nos vai dando defesas, formas e posturas de adaptação. E então seremos capazes sim, com normalidade e leveza de as levar.
Que assim continue e que assim continues a estar sempre comigo, a dourar o meu caminho e a prepará-lo para estes três.