terça-feira, 6 de junho de 2017




LADAÍNHA

«No fim de tudo, a Felicidade com maiúscula compõe-se de minúsculos actos felizes; de agradáveis sensações passageiras; de um razoável estado de saúde; de expectativas positivas diante de um futuro sempre aziago, ainda que não totalmente tenebroso; de alguém que goste de ti; de um amigo que está disposto a ajudar-te; de pequenos prazeres inerentes aos cinco sentidos corporais.»

- Manuel Vicent, no El País


Que grande, grande verdade! Achei delicioso, isto e por isso, o colei aqui. 
Que esta verdade me vá fazendo eco, aquele eco da minha infância, onde nos túneis dos prédios, nos becos, nas grutas da praia, gritava e depois, rindo muito, ficava deslumbrada a ouvir a ressonância daquele som falado que repetia, repetia, repetia até deixar de se ouvir.
Vou repetir, repetir, repetir isto, tipo ladaínha teimosa.
Afinal, as ladaínhas, podem ser terapêuticas, quem sabe?


PARIS ( Post escrito na última noite em Paris) Estamos a deixar Paris. Esta é a nossa última noite nesta cidade maravilhosa. Já cá t...